28 de Julho – Dia mundial de luta contra as hepatites virais

O objetivo deste dia é divulgar a hepatite à comunidade global, para informar e conscientizar sobre esta doença.

A hepatite é uma doença inflamatória do fígado provocada frequentemente por uma infecção viral. Existem cinco tipos principais do vírus: A, B, C, D e E, que podem causar infecção e inflamação do fígado e levar a cirroses e ao cancro do fígado.

A hepatite B, C e D surge pelo contato com fluídos corporais infectados (por transfusão de sangue ou de relações sexuais desprotegidas, por exemplo) enquanto a A e E por ingestão de água ou de alimentos contaminados.

A doença tem prioridade na saúde mundial!

Você sabia que:

  • Cerca de 350 milhões de pessoas no mundo apresentam infecções crônicas por hepatite B e 170 milhões de hepatite C?
  • Uma em doze pessoas sofre de algum tipo de hepatite?
  • Esta doença causa a morte de cerca de 1,4 milhões de pessoas por ano?

O melhor meio para não contrair a doença em suas variadas classificações é a utilização de métodos preventivos e a vacinação (para os tipos A e B) conforme previsto no Programa Nacional de Imunização (Ministério da Saúde).

Saiba mais: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/62hepatite.html

Conjuntivite – Previna-se!

Conjuntivite

Um dos mais importantes meios de comunicação com o ambiente é a visão! Aproximadamente 80% das informações que recebemos são obtidas através dela!

Nossos olhos merecem atenção especial sempre! Realizar visitas regulares ao oftalmologista para verificação de alterações na visão, ou como forma de prevenção de doenças oculares mais graves, deve ser regular a cada seis meses ou um ano.

A conjuntivite é uma das doenças dos olhos mais comuns, é uma inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras. Normalmente, ataca os dois olhos, pode durar de uma semana a 15 dias e não costuma deixar sequelas.

Pode ser causada por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes (poluição, fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem, etc.). A conjuntivite primaveril, ou febre do feno, geralmente causada por pólen espalhado no ar, é a mais comum.
Mas ela pode ser causada, também, por vírus e bactérias. Nestes casos, ela é contagiosa e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com a secreção ou com objetos contaminados.

O que posso sentir?

  • Olhos vermelhos e lacrimejantes;
  • Pálpebras inchadas;
  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos;
  • Secreção purulenta (conjuntivite bacteriana);
  • Secreção esbranquiçada (conjuntivite viral);
  • Coceira;
  • Dor ao olhar para a luz;
  • Visão borrada;
  • Pálpebras grudadas quando acordar.

E como posso prevenir?

  • Evitando aglomerações ou frequentar piscinas de academias ou clubes;
  • Lavando com frequência o rosto e as mãos, uma vez que estes são veículos importantes para a transmissão de micro-organismos patogênicos;
  • Não coçar os olhos;
  • Usando toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos em locais públicos;
  • Não compartilhar o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza;
  • Hidratar os olhos, com SF 0,9%, caso apresente ressecamento;
  • Não se automedicar, este ato pode mascarar ou potencializar os sintomas!

Fique de olho na saúde de seus olhos!